PlanetadeLivros
Antonio Iturbe
 ©Ana Portnoy
©Ana Portnoy

Antonio Iturbe

ANTONIO G. ITURBE, nasceu em Saragoça no ano de 1967. Dedica-se há vinte anos ao jornalismo cultural.
Foi coordenador do suplemento televisivo de El Periódico, redator da revista de cinema Fantastic Magazine e trabalha há dezassete anos na revista Qué Leer, de que é actualmente director.
Colaborou, entre outros órgãos de comunicação social, nas secções de livros de «Protagonistas» Ona Catalana, ICat FM e a Cope, e em suplementos culturais de jornais como La Vanguardia ou Avui.
Publicou dois romances, e é autor de uma série de êxito de livros infantis.

A Bibliotecária de Auschwitz - Ed atualizada
Compre

A Bibliotecária de Auschwitz - Ed atualizada

Antonio Iturbe

A incrível história de uma rapariga que arriscou a vida para manter viva a magia dos livros durante o Holocausto

Compre
Sinopse de A Bibliotecária de Auschwitz - Ed atualizada

Uma história extraordinária de coragem e amor aos livros

 

Dita é uma das muitas vítimas do regime nazi. Quando Fredy Hirsch lhe pede para guardar os oito preciosos livros que os prisioneiros conseguiram esconder dos guardas do campo de Auschwitz, a jovem de apenas 14 anos não hesita. Num lugar onde os livros são proibidos, Dita esconde, debaixo do seu vestido, os frágeis volumes da biblioteca pública mais pequena, recôndita e clandestina que jamais existiu, tornando-se assim na Bibliotecária de Auschwitz. Um emocionante romance que tem como base o testemunho de Dita Dorachova, a jovem bibliotecária checa do Bloco 31. Baseado em factos reais e minuciosamente documentado, este livro conta a história inacreditável, mas verídica, de uma jovem que arriscou a vida para manter viva a magia dos livros, porque mesmo naquele terrível campo de extermínio nazi, «abrir um livro é como entrar para um comboio que nos leva de férias».

Uma história extraordinária de coragem e amor aos livros

 

Dita é uma das muitas vítimas do regime nazi. Quando Fredy Hirsch lhe pede para guardar os oito preciosos livros que os prisioneiros conseguiram esconder dos guardas do campo de Auschwitz, a jovem de apenas 14 anos não hesita. Num lugar onde os livros são proibidos, Dita esconde, debaixo do seu vestido, os frágeis volumes da biblioteca pública mais pequena, recôndita e clandestina que jamais existiu, tornando-se assim na Bibliotecária de Auschwitz. Um emocionante romance que tem como base o testemunho de Dita Dorachova, a jovem bibliotecária checa do Bloco 31. Baseado em factos reais e minuciosamente documentado, este livro conta a história inacreditável, mas verídica, de uma jovem que arriscou a vida para manter viva a magia dos livros, porque mesmo naquele terrível campo de extermínio nazi, «abrir um livro é como entrar para um comboio que nos leva de férias».

Bibliografia de Antonio Iturbe